2 dias - Entre o Litoral e o Centro Histórico

Image
Dia 1

Comece o dia com um apetitoso pequeno-almoço e se é amante da natureza prepare-se para um passeio pelas falésias.

Que tal percorrer um dos bonitos percursos pedestres, marcados no terreno e com painéis informativos e ficheiros de georreferenciação?  Propostas AQUI

Siga até ao Cabo da Roca. Poderá utilizar parte do percurso da Grande Rota 11, "Pequena Rota 7", que intercepta, no Largo das Flores, na Ulgueira, que o levará até ao Cabo da Roca.

Caso não seja tão aventureiro, siga pela N247, "siga parte do percurso da GR 11 pela Estrada Nova" até à Azóia e daqui desça até ao Cabo da Roca. Ao chegar ao local deixe-se impressionar com a imensidão do oceano Atlântico, revelando-nos um dos locais mais emblemáticos de Portugal “onde a terra acaba e o mar começa …”.  Aproveite para adquirir no posto de turismo local um certificado de presença no ponto mais ocidental do continente Europeu (link para a informação sobre o Cabo da Roca).

Com a aproximação da hora de almoço siga até a Vila da Azóia e num dos restaurantes locais delicie-se com peixe fresco do mar ou marisco da costa (link para a informação sobre restauração). Aproveite a oportunidade para acompanhar a refeição com um vinho de Colares. Branco ou tinto da região demarcada há mais de 100 anos, em Colares produz-se um vinho de características únicas e de 80% da vinha estar instalada em "chão de areia". 

Deslocou-se a pé? Então este é momento para realizar o percurso de regresso, podendo também, em alternativa, utilizar transporte público que serve o Cabo da Roca, regressando de forma mais rápida. ( Horários )

Como ainda tem tempo visite a Adega Regional de Colares. Fundada em 1931, atualmente reúne mais de 50% da produção da região e mais de 90% dos produtores. Aqui são produzidos vinhos da Denominação de Origem Controlada de Colares, Regionais Estremadura e Vinhos de Mesa, adaptados a qualquer ocasião.
Se marcar antecipadamente, poderá efetuar uma visita guiada e ainda descobrir toda a história da vinha e do vinho de Colares. (link para o site da Adega).

Aproveite o resto do dia junto ao mar e tente chegar a tempo de assistir ao pôr do sol no miradouro da Praia Grande, onde poderá tomar uma bebida num dos restaurantes locais e deixar-se ficar para jantar ao som das ondas mar.

 
Dia 2

De manhã cedo comece por conhecer a emblemática vila das Azenhas do Mar. Um verdadeiro postal ilustrado, as Azenhas do Mar surpreendem pela sua situação geográfica, com as casas a descerem em cascata pelo declive da arriba até ao mar e uma capela em honra de São Lourenço. Demore-se a apreciar a vista do miradouro das Azenhas e aproveite o enquadramento para belíssimas fotografias. Um pouco mais adiante na estrada para Fontanelas aprecie a arquitetura do famoso Raul Lino (1879-1974) n` A Casa Branca ou Casa do Marco, nas Azenhas do Mar, com vista para o mar, construída em 1920 enquanto residência de férias do arquiteto.

Depois do passeio nesta bela aldeia regresse à Praia das Maçãs e parta em direção a Sintra a bordo do centenário Eléctrico de Sintra, num percurso que se estende ao longo de quase 13 Km por entre plátanos, vinhas e pomares, e chegará a Sintra em aproximadamente de 45 minutos. De carruagens abertas ou fechadas, a viagem faz-se ao sabor de outros tempos. A última paragem é no bairro da Estefânia – Horário.
Aproveite para almoçar num dos restaurantes que encontre no caminho em direção ao centro da Vila.

Depois siga em direção ao centro histórico, passando pelo Jardim da Correnteza e pare no miradouro para admirar e fotografar uma das magníficas paisagens de Sintra.

Continue a andar até encontrar os Paços do Concelho, um edifício revivalista do séc. XX. Entre na Volta do Duche e admire a exposição de Arte Pública, composta por peças de diversos autores, que embeleza o caminho até ao centro histórico.

A meio deste percurso encontrará a entrada para o Parque da Liberdade onde predomina o verde no coberto vegetal e conjunto arbóreo com nichos ecológicos e de biodiversidade. Ideal para um passeio refrescante nos dias de Verão ou ver o manto de folhas douradas no Outono. 

No centro da Vila ergue-se o emblemático Palácio Nacional de Sintra, com as suas chaminés imponentes. Não deixe de visitar um pouco da história de Sintra.

De seguida percorra as ruas estreitas, os becos e escadarias da Vila Velha, espreite o comércio local, entre numa das pastelarias que confecionam os típicos doces de Sintra e delicie-se com as queijadas e os travesseiros que são de comer e chorar por mais.

E volte. Tem muito mais para descobrir.

Farol do Cabo da Roca

Vinho de Colares

Praia Grande

Azenhas do Mar

Jardim da Correnteza

Parque da Liberdade

Centro Histórico de Sintra