Notícias

Sintra promove Ciclo de Órgão e videomaping na Igreja de S. Martinho

Sintra promove Ciclo de Órgão e videomaping na Igreja de S. Martinho

Sob o mote “Os Sons do Divino”, o histórico órgão de tubos da Igreja de São Martinho será o protagonista principal do I Ciclo de Órgão, organizado pela Câmara Municipal de Sintra e que acontece de 19 a 22 de maio, com entrada gratuita.

A Igreja de São Martinho, em pleno centro histórico da Vila de Sintra, será palco para esta iniciativa que pretende levar o público a redescobrir os sons de Sintra nos finais de setecentos, ao mesmo tempo que valoriza e dá a conhecer o património cultural do concelho.

Os concertos, com hora marcada para as 21h00, serão antecedidos de um momento único. Às 20h45, nesta mesma Igreja, terá lugar, o espetáculo produzido pela Vortice Dance Company, “Glória”, um espetáculo de videomaping com conceção e direção artística dos coreógrafos Cláudia Martins e Rafael Carriço. Utilizando como pano de fundo as paredes da Igreja Paroquial de São Martinho em Sintra,, o videomaping interage com a arquitetura do património religioso envolvendo o público numa glorificação da luz divina, da paz e do reencontro da Humanidade.

O programa é composto por um elenco de destacados músicos portugueses, entre os quais o organista João Vaz e a aclamada soprano Eduarda Melo, e ainda por músicos sintrenses como o prestigiado organista Sérgio Silva e o Ensemble Barroco de Sintra.

No dia 19 de maio o concerto explora as potencialidades do órgão com a apresentação de um programa a solo que une Portugal e Itália, as duas influências presentes na construção do instrumento. Serão interpretadas obras de compositores portugueses e italianos paradigmáticos na escrita para órgão.

A música sacra ganha relevância a palavra cantada é o ponto de partida para o espetáculo “A Paixão no Feminino - Árias e Cantatas Sacras para Soprano e Órgão”, que acontece dia 20 de maio. No programa apresentam-se árias sacras de oratórias e cantatas do período barroco num estreito diálogo entre a voz e o órgão.

O órgão estará em destaque no dia 21 de maio, como instrumento solista de concerto. Embora o repertório para órgão seja relativamente limitado, quando comparado com outros instrumentos solistas, os exemplares que chegaram aos dias de hoje são de relevante qualidade e exigência técnica como se evidencia no programa para este espetáculo.

No dia 22 de maio, o encerramento do Ciclo de Órgão será marcado pelas apresentações de duas obras do compositor José Cláudio de Almeida: Te Deum e Missa, ambas para solistas, coro masculino e órgão. As obras foram escritas em 1814 para a Igreja de Santa Maria permitindo-nos, hoje, descobrir as sonoridades que se faziam escutar em Sintra em inícios de oitocentos.

Sobre o Órgão histórico da Igreja de São Martinho:

Datado de 1776, o órgão histórico da Igreja de S. Martinho é um exemplar raro da organaria portuguesa e o único classificado a nível nacional que se encontra completo. Este instrumento é o mais antigo que se conhece assinado pelo mestre organeiro português, Joaquim Peres Fontanes, responsável pela construção de inúmeros outros exemplares no país. Por deter estas características foi classificado como bem de interesse público em 2004, sendo considerado um instrumento importante para o estudo da organaria da época.

No final de 2020, a autarquia de Sintra consciente da importância deste espólio e o seu caráter histórico, apoiou a recuperação deste órgão de tubos pela importância histórica e artística que o instrumento representa para o concelho. 

 

Informamos o impedimento da soprano Eduarda Melo em participar, no dia 20 de maio, que será substituída pela soprano Patrycja Gabrel, grande solista da atualidade ao nível nacional e internacional.

Programa AQUI.

Image
© 2022 Câmara Municipal de Sintra
Centro Cultural Olga Cadaval
Praça Dr. Francisco Sá Carneiro
2710-720 SINTRA
Image
Image