Secretário geral da OMT acredita na retoma do turismo em segurança

Secretário geral da OMT acredita na retoma do turismo em segurança

O secretário-geral da Organização Mundial do Turismo – OMT, Zurab Pololikashvili, mencionou em comunicado que, entre janeiro e maio, a queda súbita e acelerada da chegada de turistas custou aproximadamente 320 mil milhões de dólares, correspondente a três vezes mais do que o impacto da Grande Recessão de 2007-2009 no setor do turismo.

A reabertura das fronteiras ao turismo é um alívio para os milhões que dependem deste setor porém, Zurab Pololikashvili recorda que não é suficiente. Para o secretário geral da OMT é indiscutível que a saúde dos cidadãos esteja em primeiro lugar, mas refere que “os governos têm a responsabilidade de proteger os negócios e meios de subsistência”.

Enquanto o mundo aguarda pela vacina contra a COVID-19, a OMT considera que deve ser dada atenção à implementação de várias soluções, como é o caso dos “testes rápidos, mas rigorosos em portos e aeroportos, e aplicações de rastreamento têm o potencial para impulsionar o reinício seguro do turismo”, concluí Zurab Pololikashvili.

 

Saiba mais AQUI.