Notícias

Monumentos de Sintra localizados em zonas florestais encerrados até domingo

Monumentos de Sintra localizados em zonas florestais encerrados até domingo

Em consequência do prolongamento da situação de contingência em Portugal, os monumentos de Sintra que se encontravam encerrados devido a esta conjuntura irão permanecer encerrados.

A decisão decretada pelo Governo esta quinta-feira renova a situação de continência até ao próximo domingo, dia 17 de julho, atendendo às condições meteorológicas previstas para os próximos dias e o consequente agravamento do risco de incêndio rural.

Assim, até às 23h59 de 17 de julho, o Parque e Palácio Nacional da Pena, o Castelo dos Mouros, o Convento dos Capuchos, Chalet da Condessa D'Edla, Parque e Palácio de Monserrate, a Quinta da Regaleira, a Quinta da Ribafria e o Palácio Biester permanecerão encerrados por se situarem em perímetro florestal e pelos respetivos acessos e permanência na zona se encontrarem interditos por questões de prevenção e segurança.

O Palácio Nacional da Vila de Sintra e o Palácio Nacional de Queluz permanecem abertos durante este período, sem alterações ao seu funcionamento habitual.

O perímetro florestal da Serra de Sintra permanecerá encerrado até ao final da situação de contingência, estando proibido o acesso, circulação e permanência (de pessoas e veículos) no interior dos espaços florestais.

Image
© 2022 Câmara Municipal de Sintra
Centro Cultural Olga Cadaval
Praça Dr. Francisco Sá Carneiro
2710-720 SINTRA
Image
Image