Notícias

Descoberta no Palácio de Sintra galeria palatina do séc XVI

Descoberta no Palácio de Sintra galeria palatina do séc XVI

A equipa de conservadores do Palácio Nacional de Sintra, após dois anos de investigação, concluiu que a Sala das Galés, deste palácio, é uma galeria do século XVI, o que a torna na única galeria palatina desta época conhecida em Portugal.

Este lugar revela, assim, ter sido um espaço do Humanismo quinhentista desconhecido até ao momento, utilizado por D. Sebastião para dialogar com os seus mestres.

Em Portugal, a do Paço de Sintra torna-se agora a primeira e única a ser identificada até à data, o que motivou a revisão museográfica do espaço conhecido como Sala das Galés e que se estendeu também às salas adjacentes denominadas Câmaras de D. João III.

A nível europeu é possível encontrar muitos exemplos de galerias palatinas, como a Galeria dos Ofícios, em Florença (Itália), a Galeria de Francisco I, em Fontainebleau (França), ou a Sala das Batalhas no Mosteiro de São Lourenço do Escorial, nos arredores de Madrid (Espanha).

As galerias do século XVI serviam, essencialmente, para passear e desfrutar das vistas, bem como para estimular o diálogo intelectual, frequentemente entre um mestre e um discípulo, com o objetivo de produzir conhecimento. Estes diálogos foram particularmente importantes durante o Humanismo – a doutrina filosófica que vigorou na Europa dos séculos XV e XVI – e poderiam abordar os temas pintados nas paredes e nos tetos da galeria ou girar em torno das coleções de objetos ali expostos, elementos que serviam frequentemente para exaltar os feitos da Coroa. Assim, as galerias eram locais de descanso e de reflexão, mas também lugares de memória.

 

Saiba mais AQUI.

 

Image
Centro Cultural Olga Cadaval
Praça Dr. Francisco Sá Carneiro
2710-720 SINTRA
Image
Image